Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \02\America/Sao_Paulo 2014

FALSAS BANDEIRAS

 

Depois de um ano das primeiras manifestações nas ruas, hoje, observando greves sucessivas de trabalhadores públicos e privados de serviços essenciais como o transporte por ônibus e metrô, sinto que alguma coisa mudou e para pior. Há um ano assistimos as manifestações justas serem contaminadas por criminosos e arruaceiros, agora temo que um vírus muito mais poderoso esteja contaminando à todos, a manipulação. Na primeira onda de manifestações surgiram suspeitas de que partidos políticos e o próprio governo federal estavam infiltrando agentes provocadores para incitar a violência. Os partidos, supostamente de oposição, para denegrir a imagem do governo, e o próprio governo para ilegitimar os manifestantes. Mais uma vez, a imprensa que expos as suspeitas, não promoveu suficientemente a importância destes supostos fatos e deixou cair no esquecimento coletivo. Parece que ambos os lados alcançaram seus objetivos, pois diferentemente das grandes massas envolvidas nas manifestações do ano passado, agora o que vemos são pequenos grupos lutando sucessivamente para conseguir seus próprios objetivos. As massas se afastaram, foram divididas e tiveram suas forças diluídas, enquanto que, os grupos de interesses com suas ações isoladas colhem migalhas e criam forte antipatia com as massas prejudicadas neste processo. Bem, mas se tudo indica que as manipulações de opiniões ocorreram há um ano, agora elas ocorrem de outra maneira, menos abertas e mais danosas. O prejuízo está no consentimento de pequenas bonificações e correções, as migalhas; passando a impressão que estes grupos estão mudando alguma coisa, mas na verdade estão perdendo as perspectivas de mudanças reais e mais profundas, que em última instância é o que o coletivo deseja para o futuro. Falsas Bandeiras estão sendo erguidas! Toda esta inquietação atrasa o país, solapa os investimentos e destrói os sonhos de todos nós. Este cenário de tendências pré-revolucionárias deve piorar muito e gerar grandes rupturas na sociedade como um todo. A luta de classes só interessa à governos demagógicos e corruptos que desejam o poder pelo poder, sem saber de fato o que fazer com ele. A falência das instituições brasileiras é iminente pela incapacidade de atender as necessidades reais da nação. O país não reage à problemas que foram identificados há décadas, que exigiam mudanças de curso para que os dias atuais não fossem piores que aqueles. Os riscos estão aumentando e não podemos esperar um colapso total, onde seremos todos vitimados. A perspectiva negativa das mudanças tão necessárias coloca as empresas e seus funcionários como reféns, contudo, não podemos esperar mais. No âmbito do risco empresarial, a prevenção e os investimentos em medidas substanciais para lidar com crises internas e externas são urgentíssimos. Precisamos nos conscientizar que os cenários hoje são mais complexos que os de ontem, e menos que os de amanhã. As mudanças são rápidas e persistentes e se apresentam de várias formas diferentes. Os sinais estão presentes. Cuidado em apoiar as Falsas Bandeiras. Sorria! O Brasil está sendo filmado!

Read Full Post »